Olá, seja bem-vindo a Portal Atibaia News
POSTADO HÁ 6 DIAS

Esforço de investimento em saneamento básico é menor em cidades pequenas

Segundo Trata Brasil, as grandes cidades têm o dobro de cobertura em esgotamento sanitário

A ausência do saneamento básico pode levar à prejuízos na saúde, educação, economia e, principalmente, ao meio ambiente. Porém, de acordo com estudo realizado pelo Instituto Trata Brasil, os danos podem ser vividos em proporções ainda maiores nas cidades de pequeno porte. O levantamento mostrou que, em municípios com população entre 30 e 141 mil habitantes, a cobertura de esgotamento sanitário é de apenas 32%, enquanto nas grandes cidades este número é superior a 70%. A diferença é evidenciada também no índice de acesso à água potável. 

“A falta de investimento e gestão adequada nas pequenas cidades têm dificultado o avanço do saneamento em algumas regiões”, afirmou o diretor da Atibaia Saneamento, Mateus Banaco. Para ele, o Novo Marco Legal do Saneamento pode contribuir para a universalização do esgoto também nas cidades menores, já que o marco regulatório propõe a organização dos municípios em blocos. “As áreas com um número reduzido de habitantes muitas vezes não são atrativas do ponto de vista econômico para as empresas privadas, por isso, a organização em blocos permitirá o atendimento de 2 ou 3 municípios pela mesma companhia, o que pode fomentar investimentos no setor”, explica o diretor geral. 

Na região bragantina, a maioria dos municípios têm população inferior a 30 mil habitantes, com exceção das cidades Atibaia e Bragança Paulista, superando a quantidade com 142 mil e 168 mil habitantes, respectivamente. Atibaia, desde 2013, é atendida pela operação do grupo Iguá, Atibaia Saneamentoque atua no esgotamento sanitário da cidade. Hoje, esses índices de saúde, educação e renda do município são muito positivosA exemplo disso, pode-se notar nos últimos dados do Painel do Saneamento (ITB), que demonstrou que a taxa de internações por doenças de veiculação hídrica na cidade, causadas pela falta de saneamento, foi de 2,05 a cada 10 mil habitantes (DATASUS 2018), enquanto que no Estado de São Paulo, a incidência de internações foi de 3,59 no mesmo período. Com relação a renda média da população com saneamento básico, em Atibaia, chega a R$ 3.769,61, conforme aponta o IBGE 2018, ao passo que a média do estado é de R$3.220,04. Por isso, a Atibaia Saneamento reitera seus esforços para continuar investindo em saneamento básico, para que indicativos sejam ainda melhores. 

VOLTAR