Olá, seja bem-vindo a Portal Atibaia News
POSTADO EM 14/10/2020 - 09h41

Médicos do UPA Cerejeiras foram demitidos e não receberam o pagamento de agosto

O IAGES - Instituto de Apoio e Gestão à Saúde, responsável pelo repasse dos valores foi afastado através de liminar. Médicos e outros prestadores de serviços cobram salários e valores referentes a rescisões contratuais

Armando Teixeira Junior

O Portal Atibaia News recebeu através de seu “Espaço do Leitor” uma denúncia referente a falta de repasses de valores a médicos e funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Cerejeiras em Atibaia.

Segundo o leitor, que se identificou como médico da unidade, ao menos doze clínicos não receberam o salário referente ao mês de agosto. Outros funcionários da unidade não teriam recebido verbas referentes a rescisão contratual.

O IAGES - Instituto de Apoio e Gestão à Saúde, que é uma organização social, prestava serviços a Prefeitura de Atibaia e era a responsável por repassar os valores aos funcionários contratados.

Abaixo a reclamação enviada ao Portal Atibaia News.

"Somos um grupo de doze clínicos, que prestam serviços na UPA - Cerejeiras. No final do mês de agosto, a Prefeitura nos comunicou que a empresa que nos contratou, a IAGES, de maneira súbita saiu por uma liminar da justiça e sumiu da cidade.

Segundo nossos coordenadores, o dinheiro referente a esse mês de serviço, foi repassado a empresa, tanto é que os auxiliares de enfermagem, enfermeiros e o pessoal da limpeza, foram pagos, embora não tenham sido pagas as rescisões contratuais. Já nós, os médicos, que temos CNJP e que emitimos notas de serviços prestados e pagamos todos os encargos, não recebemos os pagamentos devidos. Tem médico com dívida passando dificuldades, e não houve resposta até agora da empresa. Esses médicos continuam trabalhando na UPA que agora passou a ser administrada pela Irmandade da Santa Casa."

A Prefeitura de Atibaia se pronunciou em reportagem da “TV Vanguarda” sobre o assunto

Segundo a Prefeitura o IAGES - Instituto de Apoio e Gestão à Saúde, prestou serviço a Prefeitura de Atibaia durante o período de abril a agosto e era a responsável pela administração dos atendimentos da UPA Cerejeiras.

Devido a uma determinação judicial, a IAGES foi obrigada a interromper o contrato e deixou de administrar a Unidade de Pronto Atendimento.

A Prefeitura informou que o repasse para a IAGES era de 750 mil mensais, já com a passagem da nova administradora para a Irmandade da Santa Casa, o custo mensal da UPA caiu para cerca de R$ 630 mil.

Um processo administrativo foi instalado pela Secretaria da Saúde de acordo com a Lei das Licitações e Chamamento Público.

Quanto aos servidores, eles eram contratados da IAGES, portanto o passivo trabalhista deve ser resolvido na Justiça do Trabalho.

A redação do Portal Atibaia News tentou contato com a IAGES nessa sexta (9), mas até o momento a Empresa não respondeu.

VOLTAR